RSS Feeds

O PERIGO DA BR-101 NA RIO-VITÓRIA

Há muito tempo eu não passava pela BR-101, rodovia federal, no trecho entre Rio de Janeiro e Vitória. Na semana passada, realizei essa viagem, pois fui ao sul do Espírito Santos, numa cidade chamada Anchieta, a cerca de 350 km do centro do Rio. Fiquei muito preocupado com estado desse trecho da BR-101. Foram dezenas de quilômetros rodados sob risco constante, pois a estrada é praticamente todo em pista simples, asfalto irregular e cheio de emendas, com longos trechos com acostamento precário ou muito pequeno, tráfego pesado e em muitos trechos, principalmente no Espírito Santo, sem sinalização horiozntal, como pode ser visto na foto abaixo. Passei vários momentos de sufoco, quando caminhões e carretas faziam ultrapassagens imprudentes e pouco se importando com os automóveis que trafegavem corretament em sua pista. Presenciei ultrapassagens pelo acostamento. Em raríssimos momentos avistei a polícia rodoviária ao longo do trecho, somente em alguns postos, mesmo assim dentro da cabine. Além disso, o viajante que se dirije a Vitória é obrigado a passar dentro de Campos, ou seja, conviver com o tráfego local, semáforos, lombadas e engarrafamentos. Essa travessia leva quase 20 minutos.
null
Para minha surpresa, diante de todas essas dificuldades, a rodovia é absurdamente pedagiada, com vários postos de cobrança.
Essa rodovia, que liga duas grandes regiões metropolitanas do sudeste, Rio e Vitória, jamais poderia estar na codição atual. Não é por acaso que as pesquisas da CNT classificam as rodovias nacionais, em sua grande maioria, como regulares, ruins ou péssimas. Exisem raríssimas excessões, com as rodovias estaduais de São Paulo e algumas rodovias federais.
null
null
A opinião do leitor é sempre bem-vinda.

« anterior próximo »

Comentários


Comentários

Marcos Vinícius Pereira enviou em 11/02/2011 as 17:34:

Você viu só metade do que é ruim. De Vitória em diante piora. Quando fui do Rio a Corumbau (sul da Bahia) em março de 2009, o que vi foi uma piora progressiva ao longo dos 1100km de estrada. No RJ, havia tentativas de remendos, e sinalização horizontal e vertical. No ES, os remendos de pista pioram, e algumas sinalizações deixam de existir. Na BA, há pouquíssima sinalização, além de muitos buracos. Alguns trechos são exceção...

Paulo Saraiva enviou em 12/02/2011 as 12:58:

Até que em fim apareceu alguém da grande mídia para verificar a vergonha que está esta estrada. No trecho entre Macaé e Campos dos Goytacazes, ´é conhecido como Estrada da Morte. Entre Campos e Vitória a estrada está em estado crítico e tomo pedágios. Por mim, acabava com a concessão e passava os trechos para responsabilidade dos municípios. Aqui em Campos a prefeita Rosinha já tentou fazer obras de duplicação em trecho que corta o município e foi impedida pelo DENIT, que nada faz. Ei Dilma, estamos de olho.

Roberto enviou em 12/02/2011 as 15:56:

Muito oportuno seu texto. Viajo frequentemente para Cachoeiro de Itapemirim e já presenciei as maiores atrocidades em termos de imprudência, como ultrapassagem pelo acostamento e excesso de velocidade. A estrada é péssima, a sinalização é uma piada, mas o pedágio está lá, ajudando a colocar gasolina no helicóptero de algum amigo do poder. Passar pela cidade de Campos é outro martírio, já que praticamente só há uma ponte sobre o rio Paraíba do Sul e os engarrafamentos são constantes. Já fiquei bem mais de 20 minutos para vencer esse obstáculo. Um completo desrespeito ao contribuinte. Parabens pelo texto.

Roberto enviou em 12/02/2011 as 15:57:

Muito oportuno seu texto. Viajo frequentemente para Cachoeiro de Itapemirim e já presenciei as maiores atrocidades em termos de imprudência, como ultrapassagem pelo acostamento e excesso de velocidade. A estrada é péssima, a sinalização é uma piada, mas o pedágio está lá, ajudando a colocar gasolina no helicóptero de algum amigo do poder. Passar pela cidade de Campos é outro martírio, já que praticamente só há uma ponte sobre o rio Paraíba do Sul e os engarrafamentos são constantes. Já fiquei bem mais de 20 minutos para vencer esse obstáculo. Um completo desrespeito ao contribuinte. Parabens pelo texto.

C Vargas enviou em 13/02/2011 as 13:56:

É isto mesmo que voce colocou. As rodovias brasileiras, pricipalmente as federais são uma tragédia completa. Em uma dada altura, uma ou muitas mentes privilegiadas (que hoje deveriam ser apontadas para a população) resolveram destruir o sistema ferroviario brasileiro que se ainda estivesse por aí certamente as coisas não seriam tão ruins como são no momento. Além disso, os sucessivos governos FHC e Lula nada investiram em melhorar ou simplesmente manter a infraestrutura rodoviaria. O Brasil agora não passou a ser um país rico ? Onde estão os investimentos em infraestrutura principalmente a infraestrutura em transportes???

C Vargas enviou em 13/02/2011 as 13:56:

É isto mesmo que voce colocou. As rodovias brasileiras, pricipalmente as federais são uma tragédia completa. Em uma dada altura, uma ou muitas mentes privilegiadas (que hoje deveriam ser apontadas para a população) resolveram destruir o sistema ferroviario brasileiro que se ainda estivesse por aí certamente as coisas não seriam tão ruins como são no momento. Além disso, os sucessivos governos FHC e Lula nada investiram em melhorar ou simplesmente manter a infraestrutura rodoviaria. O Brasil agora não passou a ser um país rico ? Onde estão os investimentos em infraestrutura principalmente a infraestrutura em transportes???

Danielle enviou em 15/02/2011 as 11:19:

Prezado Marcus, de grande valia sua informação.Se vc foi a pequena Anchieta e ficou assustado, te digo mais.Viajo todo o final de semana, no trajeto Campos x Vila Velha e vivo intensamente os perigos dessa "rodovia da morte".Sou a favor da duplicação sim, da privatização também, mas com ótimas condições de tráfego.Como você mesmo informou, a PRF é ausente.No meu trajeto são 03 postos(Campos, Cachoeiro,Guarapari) e em 08 anos que trafego neste trajeto, só fui abordada 01 vez.Porém imprudências e imprudentes, vejo todos os dias.Espero que sua postagem engrosse a lista dos desesperados pela redenção da BR101.

MATEUS enviou em 15/02/2011 as 14:06:

Engraçado que os VÁRIOS postos de pedágio já estão funcionando há mais de 01 ano e nenhuma melhoria foi vista. Com a desculpa de que o pedágio iria financiar a duplicação dessa rodovia, enfiaram mais um tributo no contribuinte e nada foi feito. FOMOS ENGANADOS MAIS UMA VEZ!!! É impressionante como o brasileiro aceita pacificamente uma situação dessas.

C Igreja enviou em 15/02/2011 as 15:15:

Os pedágios são todos no Rio de Janeiro, uns 8, na ida e na volta, no Espírito Santo não tem pedágio. A estrada é de mão dupla e sem acostamento, quando chega na Bahia fica muito pior! E o maior absurdo é em Campos, terra dos Garotinho, não tem estrada, passa-se pelo meio da cidade!! Fui em janeiro até Alcobaça e Prado, a quantidade de caminhões lotados de madeira é impressionante! Tomam-se conta da Amazônia, esquecem-se da Bahia...

Guilherme Augusto Zacharias enviou em 15/02/2011 as 20:34:

Há anos viajo ao Rio de Janeiro por essa estrada. É de tirar qualquer um do sério. São seis ou sete praças de pedágio entre a divisa do ES e Niterói, no Rio, e a estrada, como constatou o titular da coluna, é muito precária mesmo.

Eguinaldo Guerra enviou em 16/02/2011 as 00:45:

Caros, Moro no Rio e retornei de Alcobaça - BA no dia 17/01 e acho um crime cobrar pedágio no trecho da BR 101, entre o Rio e a divisa com o ES. É o pior trecho da estrada, perdendo somente para o trecho baiano, que quando saimos do ES caímos num buraco e chegamos na BA. Como é que se permite cobrar pedágio num trecho que nenhuma melhoria foi feita a mais de vinte anos? Quem reclama do trecho Capixaba não conhece a BR 101 na BA. Lí no SulBahia News que o Governador baiano prometeu duplicar o trecho entre Eunápolis - BA e Vitória - ES. Deus queira que realmente aconteça, pois quando se fala em reformas de estádios e outros investimentos para 2014 e 2016 deveriam era prender os responsáveis, pois não levam em consideração a vida das pessoas que se arriscam nesta estrada criminosa que é a BR 101. Infelizmente os motoristas também tem uma grande parcela de culpa, pois muitos são imprudentes e não respeitam a vida, matando famílias inteiras, agindo como bandidos, em ultrapasagens criminosas, jogando a qualquer momento, quem vem no sentido contrário, para os acostamentos ( quando estes existem), numa pressa absurda e demostrando uma completa falta de respeito com os seus semelhantes. Quando vejo os protestos em outros países, reclamando de coisas menos importantes que a própria vida ( exemplo dos franceses que reclamam de qualquer aumento) sinto inveja deles, pois não temos coragem de reclamar de nada e ainda moramos num país maravilhoso, que não merece os governantes que temos e elegemos. Só viajarei pela BR 101, neste trecho criminoso, quando não mais achar que, chegar no meu destino, foi um milagre.

Luis Carlos Rodrigues enviou em 17/03/2011 as 10:11:

Estive em Campos Ano Passado e fiquei muito preucupado ao travegar pela BR 101 entre RJ e Campos, os caminhões pesados não respeitam os carros pequenos, fazem ultrapassagens perigosos, colocando em risco a vida de famílias inteiras, os consórcios(pedágio) que exploram esta rodovia não deveria primeiro investir em melhorias para depois cobrarem, não entendo que contratos são estes que permitem a cobrança antecipada antes das obras, acho que tem caroço embaixo deste angú !!!!!!! Sds, Luis Carlos

Edina enviou em 01/05/2011 as 09:21:

Até que enfin vi alguem comentar sobre o estado da BR 101 entre Rio e Vitória. Sou Capixaba de Cachoeiro de Itapemirim, moro em Niterói e vou a Guarapari no mínimo 4 vezes por ano, toda viagem é um constante stresse como transito intenso de camihões fazendo as maiores imprudências; até hoje não sofri nenhum acidente porque Deus protege. O estado da Rodovia nem se fala e o pior é que no trecho Fluminense pagamos vários pedágios PARA QUE? pois a estrada está cada vez pior.Não sei como o MP ainda não impediu a cobrança deste pedágio. Que para mim é absurdo e irregular pois primeiro deve ser feita a obra como duplicação das pistas, depois cobra-se o pedágio. ISTO É BRASIL!!!!!!!

Agnaldo Miranda enviou em 06/01/2012 as 13:58:

Infelizmente a br 101 é assim até Porto Seguro

Izaias Storch enviou em 15/01/2012 as 15:34:

Dezembro fui a Vitória de carro na esperança de encontrar uma BR 101 mais moderna no trecho Rio-Vitória por conta de estar pedageada. Aquilo é crime. Sem melhorias. Crime.

Izaias Storch enviou em 15/01/2012 as 15:36:

Dezembro fui a Vitória de carro na esperança de encontrar uma BR 101 mais moderna no trecho Rio-Vitória por conta de estar pedageada. Aquilo é crime. Sem melhorias. Crime.

walter enviou em 21/01/2012 as 19:44:

amigos ha 38 anos viajo p/ Es essa Br 101 sempre foi uma porcari , AGORA com tantos pedagios virou uma grande m....

walter enviou em 21/01/2012 as 19:47:

a br 101 sempre foi umas das estradas piores e mais mal conservadas que ja passei; tomem como exemplo a estrada panamericana como deveria se as nossas estradas

Leandro Cerqueira enviou em 11/02/2012 as 20:30:

A BR. 101 esta péssima, a ida por dentro de campos uma vergonha, perdi1 hora de viagem em pleno sábado. Outro ponto critico ocorre ao chegar em Vitoria-ES, uma obra que nunca acaba excluiu as placas sinalizadoras que indicam o caminho para 101 norte (rioxbahia). Bem estou em Linhares-ES, vamos ver amanha que entrarei na Bahia e pretendo inclusive postar as fotos em algum blog ou link que tenha interesse. Brasil o pais da piada pronta!

Jan Maurice enviou em 19/04/2012 as 15:03:

A concessão da BR-101 no trecho Rio-Vitória é aviltante aos usuários. Há acidentes quase que diariamente, é comum carros serem obrigados a trafegar à velocidades em torno de 60 Km/h por longos trechos, devido ao número assustador de caminhões nos 2 sentidos e escasses de pontos de ultrapassagem seguros e pistas auxiliares (trechos com 3ª pista, para veículos lentos). Isso sem falar no absurdo que é a principal rodovia do país passar dentro da região metropolitana de Campos, SEMPRE engarrafada.

Jorge enviou em 01/05/2012 as 21:28:

Acredite, Já foi pior... Moro em Macaé e minha família na cidade do Rio de Janeiro. Viajo todo final de semana nessa estrada e antes dessa concessão eu vivia fazendo balanceamentos e trocando pneus. Não estou aqui defendendo essa roubalheira,pagamos ipva caro e ainda tem o imposto cobrado na gasolina. Essa cobrança é para manter as estradas em bom estado, porem, quando lembro dos buracos que tinham e quanto eu gastava, acho que estou no lucro. Sei que isso é um absurdo, mas é a realidade.

gleidyson enviou em 05/05/2012 as 15:35:

ANTT avalia recurso contra vencedor do leilão da BR-101 entre Bahia e Espírito Santo 10 abril de 2012 às 3:02 pm | Ações e Obras Rodoviário A diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) irá se reunir extraordinariamente na manhã da quinta-feira para analisar o recurso apresentado pelo Consórcio Rodovia Capixaba, liderado pelo Grupo Águia Branca, segundo colocado no leilão de concessão, realizado em 18 de janeiro, da BR-101/ES/BA: Entroncamento BA-698 (acesso a Mucuri) –Divisa do ES/RJ. O recurso pede a desclassificação do Consórcio Rodovia da Vitória, liderado pela EcoRodovias, vencedor do pregão, por não ter sido apresentado o plano de negócios. “O processo como um todo vai ser analisado pelo colegiado. A partir daí, vamos estabelecer essa data (da divulgação do parecer sobre o recurso)”, disse nesta terça-feira Ivo Borges de Lima, diretor-geral em exercício da ANTT. Segundo ele, na ocasião também serão definidas as respostas solicitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a respeito dessa licitação. Lima fez questão de frisar de que “nada parou na ANTT” desde que Bernardo Figueiredo deixou o comando da entidade, no mês passado. Insatisfeita com o Palácio do Planalto, a base aliada do governo no Senado não aprovou a recondução de Bernardo Figueiredo ao cargo de diretor-geral da ANTT. Recentemente, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, indicou diretores interinos a fim de que a agência tivesse o quórum mínimo necessário para fazer deliberações. Pelo cronograma inicial, a homologação do resultado do leilão será no dia 26 de abril e a assinatura do contrato de concessão, em 5 de julho. Lima admitiu, porém, que talvez ocorram atrasos devido ao “embate jurídico” entre os dois primeiros colocados. Oito grupos apresentaram propostas no leilão da BR-101. O Consórcio Rodovia da Vitória fez um lance com deságio de 55,63% sobre a tarifa mínima estabelecida pelo governo. O desconto oferecido pelo Consórcio Rodovia Capixaba foi de 42,08%. Sobre o edital do Trem de Alta Velocidade (TAV), o diretor-geral em exercício da ANTT reafirmou que a previsão é que as audiências públicas ocorram em junho e o leilão seja realizado em novembro. Fonte: Agência Estado

marcelo fernandes fraga enviou em 16/05/2012 as 08:46:

'alguem pede socorroooo pela 101 vitoria rio de janeiro' enquanto isso muitas vidas serao ceifadas.ate quando presidente.

Costa enviou em 13/08/2012 as 19:19:

O problema senhores, está na educação do transito e do povo, digo, na pouca cultura cobrada aos caminhoneiros, com raríssimas excessões, há um clima de paz e respeito. Eu sou um caminhoneiro, entretanto, consciente que há uma familia esperando por todos os que trafegam nas rodovias. Quem é culpado? Talvez o governo? É facil transferir a culpa ao governo, mas os unicos culpados somos nós mesmos-brasileiros, que não tivemos a educação e cobrança basica para o nosso aperfeiçoamento e crescimento. Povinho de terceiro mundo MESMO!e A maioria dos caminhoneiros são coniventes com os desastres nas estradas, e onde está a fiscalização??? O fato é que temos que mudar tudo, e pq não começarmos pelos nossos filhos, pois o que temos hoje nas estradas-NÃO TÊM MAIS JEITO. Sabemos que a maioria, vou me eximir desta parte, tomam drogas para ficarem acordados, a fazem estas atrocidades. E pergunto mais uma vez: Onde está a fiscalização??? Há blitz apenas para alcool, e para os malucos fartos de rebites, cocaina e outras cositas mas? Onde está a fiscalização, e sobretudo, onde está o nosso amor para com o proximo??? Que Deus nos proteja !!!


Comentar

:

:
: