RSS Feeds

18 de janeiro de 1915: Temporal assola o Rio

"Toda vez que um temporal desaba sobre esta cidade e ela, em alguns pontos, sofre os terríveis efeitos das inundações, a imprensa no dia seguinte, ao passo que noticia minuciosamente todos os horrores por que passaram os habitantes das ruas e bairros inundados, clama por uma providência, chama a atenção dos poderes públicos municipais, apela para as altas autoridades da República, convencida de que cumpre um dos seus mais sagrados deveres: O de zelar pelo bem estar da população, pugnando pelos seus direitos". Jornal do Brasil
Jornal do Brasil: Quarta-feira, 20 de janeiro de 1915 - página 7

Motivado por sucessivos dias de calor do verão carioca, um temporal chegou à cidade trazendo transtorno aos seus moradores. Foram afetados os serviços de iluminação e transporte. E uma água negra de lodo e grossa de detritos invadiu casas e estabelecimentos comerciais promovendo inundações e desabamentos.

A tempestade continuou durante a noite, espalhando o pânico por toda a parte. Nas primeiras horas da manhã seguinte, a população já conferia os estragos. Os locais mais atingidos foram Tijuca, São Cristóvão, Praça da Bandeira, Central do Brasil e Catete.

A chuva manteve-se nas 48h seguintes, dificultando o trabalho de resgate. Mas o Corpo de Bombeiros foi incansável, atendendo a inúmeros chamados de socorro. Carroças da limpeza pública, como da Brigada Policial, deram auxílio no transporte de moradores desabrigados para o refúgio em delegacias da cidade.

Pereira Passos, que tanto se interessou pelo embelezamento urbano do Rio, foi apontando como responsável pelo cenário caótico instaurado, acusado de ignorar sua geografia e as constantes inundações decorrentes das chuvas de verão, no planejamento da engenharia municipal.

Outras efemérides de 18 de janeiro
1934: Greve geral fracassa em Portugal
1974: Israel e Egito assinam acordo de paz

« anterior próximo »

Comentários


Comentários

Punk enviou em 18/01/2012 as 21:59:

Peço licenca ao Leo Jaime e cantar o refrao de sucesso..."uouuououou nada mudoou..."


Comentar

:

:
:



Hoje na História - Siga no Twitter!